Pesquisar este blog

sábado, 11 de janeiro de 2014

A Formação do Carnaval Carioca

Como uma atividade meramente recreativa, criação de filhos e netos de escravos,
se transforma na maior festa brasileira e, para muitos, 
no maior espetáculo da terra?



Nome dado por Heitor dos Prazeres a uma região compreendida pela Zona Portuária do Rio de Janeiro, Gamboa, Saúde e Praça XI, onde se encontrava a comunidade remanescente de Quilombos da Pedra do Sal, Santo Cristo, e outros locais habitada por escravos alforriados e que, de 1850 até 1920, foram conhecidos por Pequena África.



Esta questão será respondida através de cinco encontros com o meu amigo, o pesquisador LUIS CARLOS MAGALHÃES.

LUIS CARLOS MAGALHÃES é professor da disciplina "Musicalização do Espetáculo" do Curso de Figurinos de Carnaval da Universidade Veiga de Almeida, comentarista de carnaval da Rádio Tupi e diretor cultural da Portela, além de profícuo pesquisador da História das Escolas de Samba.

O curso aborda a história do carnaval carioca e nele, a história das escolas de samba. Aborda a população carioca no início do século XX, as imigrações, a presença e atividade das tias baianas no Rio de Janeiro.

Apresenta o berço da baianidade carioca, o recôncavo e a pequena África, suas características e importância. Identifica as transformações da cidade e os espaços sociais do carnaval no início do século passado, a influência de diversos ritmos e danças africanos e europeus que resultaram no samba amaxixado da Praça XI para o samba sincopado do Estácio. Expõe, também, a evolução da canção carnavalesca,  os ranchos, cordões e a evolução dos blocos de rua.

É tama importante para quem deseja conhecer melhor a rica história da cidade do Rio de Janeiro através de uma de suas festas mais conhecidas: o carnaval.

DATA: 21 DE JANEIRO A 18 DE FEVEREIRO
LOCAL: CINÉDIA CRIATIVA. Rua Santa Cristina, 5 - ESTAÇÃO GLÓRIA DO METRÔ
AULAS: 3ª feiras de 19 às 21 horas
CONTATOS: 22212633 ou  cinediacriativa@gmail.com
VALOR DO CURSO: 150,00

Esse curso você não pode perder!
Postar um comentário